Como escolher a melhor furadeira

A furadeira elétrica (muito chamada de furadeira de impacto) é uma das ferramentas elétricas mais utilizadas em construções e reformas, não podendo faltar em grande parte das obras.

Na hora de comprar uma furadeira nova, é sempre muito importante ter em mente alguns aspectos para não se arrepender, fazendo assim um bom investimento a longo prazo, afinal, este é um equipamento muito útil e que deve ser muito durável se for de boa qualidade e bem utilizado pelo seu proprietário ou profissional.

Qual furadeira escolher?

Neste artigo vamos te ajudar com a árdua tarefa de escolher a melhor furadeira elétrica dentre dezenas de modelos e marcas disponíveis no mercado, de acordo com as suas necessidades e abordando as especificações técnicas e funcionalidades da furadeira.

Orçamento

Para comprar qualquer coisa, claro que você vai precisar de dinheiro. Ao comprar um bem durável como qualquer equipamento elétrico, neste caso uma furadeira, é importante ter em mente um orçamento definido de quanto se pode gastar.

Lembre-se de reservar parte do seu orçamento para aquisição de acessórios que você possa vir a precisar como brocas, serra copo, fresas, suporte para lixas, entre outros.

Objetivo de uso

É muito importante definir para qual objetivo ou tipo de uso a furadeira será destinada, ser será para uso profissional ou não.

As furadeiras hobby ou domésticas são destinadas a amadores ou hobbistas (pessoas que fazem artesanatos, instalações ou reformas em casa para si próprio ou por hobby e não a trabalho remunerado, prestando serviços para terceiros), geralmente são equipamentos mais simples, leves e baratos, para uso esporádico, rápido e perfuração de materiais mais simples e fáceis de furar.

Já a furadeira profissional ou semi-profissional inclui os modelos mais resistentes, que tem mais recursos e são mais potentes, pois precisam destas características para suportar e atender à demanda de diversos tipos de trabalhos, para perfurar materiais mais densos e duros por mais tempo.

Furadeira profissional vs Furadeira Hobby

Existem ainda as furadeiras industriais, próprias para aplicações na indústria, com modelos de diferentes especificações e recursos geralmente focadas no processo de fabricação a qual será empregada.

Se você usar uma “furadeira hobby” para um trabalho profissional, ela poderá não desempenhar a tarefa de forma adequada ou ainda poderá se danificar mais facilmente e ter sua vida útil reduzida. Do outro lado, imagine comprar uma furadeira profissional cara, pesada e enorme, para fazer apenas 2 furos na parede da sua casa onde vai colocar uma pequena prateleira de canto. Não faz o menor sentido, não é mesmo?

Potência

A furadeira elétrica usa um motor elétrico e a potência desse motor é medida em Watts (w). Quanto mais potente a furadeira, mais velocidade ou mais força ela terá e assim, maior facilidade e em menor tempo a furadeira conseguirá furar o objeto. No entanto, maior potência também resulta em maior consumo elétrico.

É claro que há uma analogia entre potência e durabilidade, afinal, o normal seria proporcionalmente quanto mais potente, mais robusta e reforçada ser a furadeira pois é óbvio que ela será utilizada em trabalhos mais duros e severos.

Há quase que um consenso de que as furadeiras de até 400w sejam ideais para serviços simples e de uso doméstico, as chamadas furadeira hobby. Já as furadeiras entre 550w e 600w, geralmente são consideradas furadeiras semi-profissionais ou para profissionais liberais, para uso profissional mas em trabalhos não tão severos ou constantes. Já as furadeiras de 700w ou mais, podem ser consideradas profissionais e destinadas para trabalhos mais difíceis e de uso mais severo.

Marca

Existem no mercado dezenas de marcas, mas recomendamos que você opte pelas mais antigas no mercado e pelas que tem boa reputação entre seus proprietários.

A garantia geralmente é a mesma entre todas as marcas, sendo o período definido por lei (mínimo de 1 ano geralmente), mas o tamanho da rede de assistência técnica, principalmente na sua região, fará toda a diferença quando você precisar reparar sua furadeira, seja no período de garantia ou fora dele, afinal, você está fazendo um investimento e não vai querer jogar sua furadeira no lixo assim que ela der o primeiro problema, vai?

Entre as marcas de furadeira mais conhecidas e renomadas temos Bosch, Makita, DeWALT, Black&Decker, Schulz, Skill, Mondial, Hammer, Metabo, Bauker, entre outras. Para uso profissional, recomendamos as 3 primeiras que citamos.

Impacto

A imensa maioria das furadeiras elétricas do mercado são furadeiras de impacto (com função martelete) e você precisa ter em mente se você precisa deste recurso na hora de adquirir uma furadeira nova.

A função impacto ou martelete é extremamente útil para perfurar superfícies duras como cimento, tijolo, bloco, pedras como granito ou mármore, concreto, entre outros materiais duros, usando é claro para isso, uma broca específica, geralmente broca de videa. Quando acionada a função impacto da furadeira, ela além de girar a broca, desfere pequenos “socos” como se você estivesse além de girar também martelando a broca contra a superfície.

Ligar e desligar função Martelete da furadeira de impacto.

A grande maioria das furadeiras de impacto possuem também a função sem impacto, para perfurar outros objetos como por exemplo madeira, aço, ferro, plástico e acrílico.

Ajuste de velocidade, reversão e rotação máxima

A maior parte dos modelos de furadeira no mercado, permitem você escolher entre velocidade 1 e velocidade 2, ou ainda, possuem velocidade variável conforme você pressiona o gatilho ou interruptor, algumas com acionamento eletrônico ainda mais preciso e sensível.

A velocidade máxima de rotação é medida em RPM (rotações por minuto) e pode, mas não está necessariamente relacionada à potência da furadeira, mas dependendo do uso a que for empregada, talvez seja interessante você comparar a velocidade máxima de rotação.

Botões de trava e reversão de rotação.

A grande maioria dos modelos possui um botão-trava de acionamento contínuo da furadeira, permitindo que você possa segurar melhor a furadeira sem ter que se preocupar em acionar o gatilho.

A possibilidade de reverter o sentido de rotação em furadeiras elétricas é muito importante quando a broca eventualmente emperra dentro do furo, algo que ocorre comumente quando se perfura chapas de metal como o ferro um pouco mais espessas.

Mandril

O mandril é a peça responsável por fazer a acoplagem (fixação) da broca na furadeira. O tamanho de abertura do mandril varia, mas os mandris mais comuns são os de 3/8” (três oitavos de polegada ou 1,5 a 10 mm) e 1/2” (meia polegada ou 1,5 a 13 mm) de abertura, sendo que este último é mais comum nas furadeiras semi e profissionais e permitem a utilização de uma gama maior de brocas e acessórios.

No mandril de 3/8″ você poderá colocar brocas de até mm de diâmetro, ao passo que no mandril de 1/2″ você poderá colocar brocas de até mm de diâmetro, além de por poder usar brocas de maior calibre, a furadeira também ser “teoricamente” mais reforçada do que a que usa brocas menores.

Tipos de mandril para furadeira.

Existem no mercado também furadeiras que dispensam o uso de chave para prender a broca, sendo possível fazer isto apenas com a mão, sendo muito mais prático, no entanto, nem sempre tão eficaz.

Manual ou Coluna / Bancada

As furadeiras elétricas podem ser manuais, ou seja, você é responsável por segurar com suas próprias mãos a furadeira, ou podem ser furadeiras de coluna (também chamadas de furadeiras de bancada pois podem estar em uma bancada ou mesa). As furadeiras de coluna são furadeiras fixadas em uma coluna vertical, onde a furadeira que sobe e desce para realizar a perfuração do material fixado na base.

Furadeira de coluna ou de bancada.

Parafusadeira

Algumas furadeiras possuem a função parafusadeira, onde você pode controlar a velocidade e reverter o sentido de rotação, além de também ajustar o torque para aperto, algo extremamente útil para não “espanar”, danificar a furação ou até mesmo estragar a peça ou o parafuso. Este pode ser um recurso muito interessante e é amplamente utilizado por profissionais de marcenaria.

Alimentação, com ou sem fio

Muito cuidado ao adquirir uma furadeira nova quanto a escolha do modelo e sua tensão (volts), pois no mercado nacional, quanto a alimentação, existem 2 tipos distintos: As furadeiras com fio (tensão 110v e 220v) e as furadeiras sem fio à bateria (bivolt).

Somente as furadeiras e parafusadeiras elétricas à bateria possuem sistema bivolt e podem ser ligadas tanto em 110v quanto em 220v. As furadeiras sem bateria, ligadas diretamente à rede alternada monofásica (110v) ou bifásica (220v) não podem ser ligadas em redes diferentes às que foram projetadas. Se você conectar uma furadeira 110v em uma tomada 220v, ela vai queimar praticamente na mesma hora que for ligada! Se ligar uma furadeira 220v em uma tomada 110v, ela vai girar com a metade da velocidade normal e vai aquecer o motor, podendo em algum tempo também queimá-lo.

Sobre as furadeiras alimentadas por baterias (confirme, mas a maioria é bivolt), considere-as se você precisa ter autonomia onde vai utilizá-la ou se precisa de maior mobilidade, sem a presença de fios. Neste caso, é interessante verificar a capacidade da bateria (mostrada em mAh), do que ela é feita (baterias de íons de lítio ou li-Ion não tem descarga espontânea e efeito memória significativos) e a presença de uma bateria sobressalente e um carregador já incluso na caixa da furadeira, ou seu preço caso tenha que adquirir a parte. A bateria sobressalente é muito importante pois enquanto você carrega uma, pode usar a outra.

Não recomendamos o uso de equipamentos elétricos à bateria para hobbystas ou usuários que ficarão longos períodos sem a utilizar.

Peso, tamanho e ergonomia

O tamanho da furadeira está diretamente ligado ao espaço que você terá disponível e ao seu biotipo, afinal, você precisa ter uma boa pegada para trabalhar com segurança.

O peso também é algo muito importante, no entanto, aqui temos uma “faca de dois gumes”. Quanto mais pesada a furadeira, maior a probabilidade de ter componentes como engrenagens mais resistentes (de metal ao invés de plástico), porém, maior será sua dificuldade de segurá-la e maior seu cansaço ao utilizá-la por longos períodos.

Além disso, a furadeira precisa ter uma boa pegada, ou seja, seu design tem que propiciar uma empunhadura confortável e segura para quem a utiliza. A presença de uma empunhadeira lateral (geralmente removível) é extremamente útil para aumentar a precisão e firmeza.

Acessórios para furadeira

Existem diversos modelos de furadeiras no mercado que são vendidos em uma espécie de Kit, onde além da furadeira, podem vir juntamente com ela diversos tamanhos de brocas de tipos variados, além de acessórios e tudo isso dentro de uma maleta muito útil para guardar sua furadeira. É importante você verificar o que vem junto da furadeira que está comprando, pois muitos destes acessórios são importantes e podem somar um bom valor agregado ao produto que está comprando, dando-lhe muito mais dinamismo.

Kit de furadeira de impacto com fio.

Com alguns acessórios, sua furadeira poderá além de furar, também esmerilhar, polir, escovar, afiar, etc.

Kit de furadeira e parafusadeira sem fio a bateria.

Não esqueça dos EPIs

Agora que você já está apto para comprar a melhor furadeira, não esqueça de se proteger usando os EPIs adequados para não se machucar!

Os principais EPIs para o uso de furadeiras são óculos de proteção, luvas e protetor auricular.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − 9 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.