A importancia da intralogística no ramo de construção civil

Fórum sobre construção civil e reformas em geral, para temas que não se enquadrem nas demais seções do Guia da Obra.
marcio123
Iniciante
Iniciante
Mensagens: 1
Registrado em: 12:37 - Sexta-feira, 17/05/2019
Localização: SP
Atividade ou Profissão: Engenheiro

A importancia da intralogística no ramo de construção civil

Mensagem por marcio123 » 12:42 - Sexta-feira, 17/05/2019

Ao expressar logística automaticamente remetemos aos transportes externo utilizados (rodoviário, marítimo, aéreo e fluvial) e deixamos de contemplar a movimentação que acontece dentro das instalações, ou seja, a chamada intralogística refere-se a movimentação interna de materiais dentro de armazéns, unidades fabris e centros de distribuição.

Também conhecida no mercado como “logística in house“, a intrologística é um processo que controla, de forma eficiente, todo o fluxo armazenagem de materiais, produtos acabados e todas as diversas matérias-primas que uma empresa possui em seu estoque e nos centros de distribuição.

Como é utilizada?
Em uma empresa, a intralogística interna é utilizada na movimentação e armazenagem, isto é, toda a movimentação de materiais e estoques nos armazéns, centro de distribuições e unidades fabris fazem parte da intrologística.

Estoque nos Armazéns;
Centro de Distribuições.
O objetivo é garantir o bom funcionamento da distribuição de todos os insumos necessários para o perfeito funcionamento do negócio. Assim, é possível atender as necessidades dos funcionários e oferecer as condições ideais de trabalho para os colaboradores, contribuindo na qualidade do produto final.

Quais as vantagens de utilizar intralogística?
A eficiente na agilidade nos fluxos dos negócios utilizando a intrologística é uma solução de associar a movimentação continua dos materiais e atendimento da organização, isto é, a logística de transporte (Gestão de Transporte) e armazenamento das informações.

A aplicação apropriada da intrologística resulta na agilidade dos processos e um melhor aproveitamento do tempo útil.

Produtividade
A produtividade para agilizar os processos na intralogística é feita inicialmente pelo mapeamento dos processos e da estrutura completa de todas as funções dos profissionais, sua importância e papel dentro da empresa. Do contrário, não há como suprir as necessidades de cada setor.

Com esses dados estruturados nas mãos dos encarregados responsáveis, é possível o aproveitamento mais eficaz de cada um dos colaboradores ou mesmo a automação dos processos, sejam eles operacionais ou de controle.

Otimização
Lembrando que não existe produtividade sem organização. Em qualquer negócio, pequeno ou grande, a otimização e infraestrutura do negócio é um fator de suma importância para alcançar um bom desempenho nas atividades exercidas.

As ferramentas de controle fazem a diferença, ou seja, o fluxo estruturado e dividido e o cronograma de providencias para corrigir problemas menores e os mais urgentes, permitem a otimização da infraestrutura interna do negócio.

Custos
A logística tem seu papel primordial na diminuição de custos e no aumento de produtividade certo? Uma vez que a logística funcione corretamente, tudo aquilo que for desnecessário e supérfluo aparecerá na planilha de custos a médio prazo, após a aplicações dos conceitos da intralogística.

Com essa estrutura em mão, a economia nos custos será muito maior, sobrando capital para investir no crescimento do negócio, ou seja, mais foco em seu negócio.

Conclusão
Sendo assim, com a intralogística funcionando corretamente, será possível atender aos clientes com agilidade. Além disso, por ter um maior controle sobre os processos, produtos, materiais e matérias-primas, será possível aplicar melhores condições nos preços dos produtos ou até mesmo investir em inovação.

A industrialização da construção civil está avançando ao longo dos anos, como nas mudanças dos métodos construtivos, no surgimento de novas técnicas de fabricação de peças estruturais, nos projetos inovadores e outros exemplos. Contudo, esse setor não está fornecendo a devida importância para o local do setor produtivo: o canteiro de obras.

Em suma, todos os engenheiros tendem a se preocupar com os aspectos técnicos, seja por problemas devidos à compatibilização não realizada previamente por software como o BIM (Building Information Modeling) ou aos prazos e custos incompatíveis com a realidade ou aos problemas com os supervisores.

Logo, por passar tanto tempo preenchendo relatórios dentro dos escritórios, os gestores não conseguem observar os problemas do “chão de fábrica”, não se preocupando com os desperdícios, os prazos e os retrabalhos, ou seja, com a GERÊNCIA DO FLUXO DE MATERIAIS E SERVIÇOS!!!

Não se sabe o quanto é gasto por transporte desnecessário de materiais:

Vamos pensar!

Quando o caminhão carregado com os blocos cerâmicos chega à obra para fornecer o material, como é realizada essa retirada?

Você desloca um contingente de serventes para descarregar o caminhão? Ou o fornecedor disponibiliza ajudantes informais para ajudá-lo? A figura 2 demonstra a prática comum no dia a dia.

Não seria melhor solicitar ao fornecedor que enviasse os tijolos em palets, figura 3? Não haveria menor índice de quebras dos materiais no transporte? Os funcionários não estariam fazendo atividades realmente produtivas, como auxiliando na betoneira? E a segurança dos seus funcionários não seria afetada para melhor? Em conjunto com essa solicitação, bastava disponibilizar de carrinhos porta-palete, mini-carregadeiras e outros meios de transporte de palets