Cobertura com estrutura de madeira

Telhas e telhados, madeiramento, calhas, rufos, cumeeiras, coberturas de construções e edifícios em geral.

Cobertura com estrutura de madeira

Mensagempor Leandro » 12:53 - Terça-feira, 10/03/2009

COMPONENTES DA COBERTURA

A cobertura, parte superior da edificação que protege das intempéries, é constituída por uma parte resistente (laje, estrutura de madeira, estrutura metálica, etc.) e por um conjunto de telhas com função de vedação (telhado), podendo apresentar ainda um forro e uma isolação térmica. Apresentamos os aspectos dos telhados com telhas e estruturas de madeira, adotando-se para tanto os seguintes conceitos:.

COMPONENTES DA ESTRUTURA DE MADEIRA
A estrutura de madeira é considerada como o conjunto de componentes ligados entre si, com a função de suportar o telhado.
A estrutura é composta por uma armação principal e outra secundária, também conhecida por trama. A estrutura principal pode ser constituída por tesouras, ou por pontaletes, e vigas principais, sendo a trama constituída pelas ripas, pelos caibros e pelas terças.
Os componentes da estrutura, ilustradas nas figuras a seguir, são definidas como:

A – (Ripas ) ---- peças de madeira pregadas sobre os caibros, atuando como apoios das telhas cerâmicas;

B - (Caibros) ----- peças de madeira, apoiados sobre as terças, atuando por sua vez como suporte das ripas;

C - (Terças) ----- peças de madeira, apoiadas sobre tesouras, sobre pontaletes ou ainda sobre paredes, funcionando como sustentação dos caibros.

D – (Frechal) ------- viga de madeira no topo das paredes, com função de distribuir as cargas provenientes de tesouras, vigas principais ou outras peças de madeira da estrutura; costuma-se chamar também de frechal a terça da extremidade inferior do telhado.

Dicas_Foto_1.gif


E – (Terça de cumeeira) – Terça da parte mais alta do telhado;

F – (Pontaletes) – peças de madeira dispostas verticalmente, constituindo pilares curtos sobre os quais apoiam-se as vigas principais ou as terças;

G – (Tesoura) – treliça ou conjunto de madeira que serve de apoio para a trama. As barras das tesouras recebem designações próprias, tais como:

Dicas_Foto_2.gif


H – asna, perna, empena, ou banzo superior;

I – linha, tirante, tensor ou banzo inferior;

J – montante ou suspensório;

K – montante principal ou pendural;

L – diagonal ou escora.


M – (Chapuz) – calço de madeira, geralmente de forma triangular, que serve de apoio lateral para Terça;

N- ( Mão francesa) – peça disposta inclinada, com a finalidade de travar a estrutura.

COMPONENTES DO TELHADO

O telhado é a parte da cobertura constituída pelas telhas e peças complementares. Suas partes podem assim ser definidas, conforme ilustra a Figura 2.

Partes do telhado:

Dicas_Foto_3.gif


- Água : superfície plana inclinada de um telhado;

- Beiral: projeção do telhado para fora do alinhamento da parede;

- Cumeeira: aresta horizontal delimitada pelo encontro entre duas águas que
geralmente localizada na parte mais alta do telhado;

- Espigão: aresta inclinada delimitada pelo encontro entre duas águas que
formam um ângulo saliente, isto é, o espigão é um divisor de água;

- Rincão: aresta inclinada delimitada pelo encontro entre duas águas que formam um ângulo reentrante, isto é, o rincão é um captador de águas (também conhecido como água furtada;

- Peça complementar: componente cerâmico ou de qualquer outro material que
permite a solução de detalhes do telhado, podendo ser usado em cumeeiras, rincões, espigões e arremates em geral; pode ser também uma peça especial destinada a promove a
ventilação e/ou iluminação do ático ou, na inesist6encia de forro, do próprio ambiente da edificação;

- Rufo: peça complementar de arremate entre o telhado e uma parede;

- Fiada: seqüência de telhas na direção da sua largura.

FORMAS DO TELHADO

O telhado pode assumir diversas formas, em função da planta da edificação a ser coberta.

O telhado mais simples é constituído por uma única água, sendo denominado telhado de uma água ou alpendre (Figura A), neste caso não estão presentes nem a cumeeira, nem o espigão e nem o rincão.

Figura 3 – Algumas formas de telhado

Dicas_Foto_4.gif


O telhado de duas águas apresenta dois planos inclinados que se encontram para formar a cumeeira ( Figura 3B)

O telhado de três águas, além de Ter dois planos inclinados principais, apresenta um outro plano em forma de triângulo que recebe o nome de tacaniça ( Figura 3 C ). Neste caso, além da cumeeira, o telhado apresenta dois espigões.

No caso de telhado de quatro águas, teremos duas águas mestras e duas tacaniças (Figura 3D )

Essas são as formas fundamentais de um telhado, as quais podem ser combinadas resultando várias formas em telhados mais complexos.

Fonte: CEAR Cerâmicas
Você não está autorizado a ver ou baixar esse anexo.
Avatar do usuário
Leandro
Fundador do GdO
Fundador do GdO
 
Mensagens: 908
Registrado em: 19:45 - Segunda-feira, 22/01/2007
Localização: São Paulo - SP - Brasil

Voltar para Telhados e coberturas

 


  • Tópicos relacionados
    Respostas
    Exibições
    Última mensagem

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: CommonCrawl [Bot] e 0 visitantes