Guia da Obra

Tudo sobre Construção e Reforma

Combinação de cores na decoração

Foto: College House Decor

Foto: College House Decor

A combinação de cores é algo inevitável na hora de realizar a decoração de ambientes, sendo fundamental que haja harmonia ao escolher cores para o espaço conforme o objetivo de sua utilização.

Muitas pessoas tem dúvidas sobre como combinar corretamente as cores de um ambiente na hora de decorá-lo. Por isso, elaboramos este artigo para tentar auxiliar na escolha das cores com o objetivo de proporcionar maior facilidade para escolher as cores ideais.

Às vezes pintamos as paredes achando que aquela cor combina com as cores dos móveis. Porém na hora do vamos ver, nada combina. Por isso, vamos te ajudar a decifrar esse enigma das cores e acabar de uma vez por todas com o dilema de qual cor escolher ou quais cores escolher!

Uma dica bastante interessante e útil, que todos podem usar, não somente com a decoração da sua casa, mas em todas as coisas que envolvem combinação de cores, é usar um Circulo Cromático, mas o que vem a ser este círculo de cores?

Círculo Cromático para Combinação de Cores

O círculo cromático nada mais é do que uma figura para a representação das cores perceptíveis pelo olho humano, na maioria das vezes dividido em 12 partes (ou 12 cores) com o objetivo de permitir e facilitar a combinações de cores.

Círculo cromático

Usando o círculo cromático para combinar cores em um ambiente, podemos nos orientar da seguinte maneira:

  • Combinação por harmonia cromática: Combinação feita com a mesma cor, mas em diferentes tons, também chamada comumente de cor sobre cor;
  • Combinação com cores análogas: Combinação feita com as cores “vizinhas” à cor escolhida dentro do círculo cromático, seja diretamente a cor anterior ou posterior;
  • Combinação com cores complementares: Combinação feita com cores opostas no círculo cromático, como o azul e o laranja ou o verde e o vermelho;
  • Combinação em triangulação ou tríade: Combinação através da escolha de três cores equidistantes no círculo cromático, definidas, por exemplo, através da utilização de um triângulo equilátero dentro do círculo cromático.

Combinação de cores através do Círculo Cromático

Se usar esses tipos de combinação, na hora decorar não ficará uma bagunça e nem ficará um ambiente estranho, sem harmonia.

Propriedades das cores

É sabido que a influência das cores nas pessoas é algo real, logo, a escolha correta das cores do ambiente é fundamental para tornar o espaço mais agradável aos ambientes e frequentadores. A seguir falaremos um pouco sobre as propriedades das cores, mais especificamente de algumas das cores mais populares utilizadas em diversos ambientes.

  • Amarelo: A cor amarela é considerada uma cor quente e ao mesmo tempo que ilumina, por ser clara e aproximar-se do branco, também aquece o ambiente e eleva o ânimo dos habitantes do local, proporcionando a sensação de vivacidade e otimismo. Não é uma cor cansativa pois é mais suave e muito menos agressiva e impactante do que o laranja ou o vermelho. O amarelo é considerada uma cor ideal para ambientes destinados à alimentação, como cozinha, sala de jantar, praça de alimentação, etc, pois estimula o apetite, mas deve ser utilizada com moderação, em tons mais leves, pois pode causar desconforto visual devido ao seu elevado grau de iluminação;
  • Laranja: A cor laranja traz algumas características da cor amarela, como o calor, mas de forma muito mais intensa. Costuma proporcionar vivacidade e dinamismo, além de estimular física e mentalmente as pessoas, por isso, é muito utilizada em ambientes de trabalho e estudo, pois costuma despertar as mentes para novas ideias;
  • Vermelho: O vermelho é a cor do sangue, do fogo, excita e anima as pessoas, estimula as emoções e inibe o medo, deve ser utilizada com parcimônia e geralmente no chão, em pisos, tapetes e passadeiras. Tons vermelhos mais escuros transmitem respeito e seriedade. Tons vermelhos mais vivos transmitem afeto e estima.
  • Azul: O azul, considerado uma cor fria, transmite serenidade e paz às pessoas. Em tons claros, pode trazer alegria, ao passo que em tons escuros pode transmitir sensação de frio, serenidade e paz, até por isso, deve-se ter cuidado com seu uso pois a longo prazo pode deprimir as pessoas. Normalmente é muito indicada para locais naturalmente quentes para proporcionar sensação de refrescância.
  • Violeta: A cor violeta é uma cor fria que estimula o psíquico e o espiritual, a lucidez e o equilíbrio nas atitudes. Recomenda-se sua utilização em ambientes onde pratica-se atividades espirituais ou de meditação, de tranquilidade, no quarto ou em outros ambientes destinados ao relaxamento.
  • Verde: Esta cor está em equilíbrio entre claro e escuro, quente e frio, talvez não seja a toa que o criador teria a escolhido para ser uma das cores mais abundantes na natureza. Pode ser utilizada em diversos tipos de ambiente pois em geral transmite uma agradável sensação de bem-estar e tranquilidade. Em tons claros a cor verde é tranquilizante, por isso, pode ser utilizada em quartos, salas de estar e escritórios.
  • Marrom: Apesar de representar melancolia, esta cor pode transmitir a sensação de resistência e vigor, sendo uma boa alternativa para ambientes que exijam concentração como bibliotecas e escritórios.

Cores Neutras ou Acromáticas

Costumo dizer também que cores neutras ou acromáticas (branco, preto e cinza) combinam com todos os tons. Essas cores não se destacam tanto quando misturadas com outras, por isso é permitido usá-las de forma mais livre, combinando com qualquer outra.

Claro que também devemos ter o bom senso na hora de escolher o que usar, afinal, misturar demais não fica legal.

Escala acromática

Sobre as possíveis sensações proporcionadas pelas cores acromáticas, podemos destacar:

  • Branco: O branco é a soma de todas as cores, é a mistura de todos os matizes do espectro solar. Essa cor representa a paz, pureza, limpeza e simplicidade e estabilidade. Traz ótima luminosidade ao ambiente e geralmente não deve ser utilizada como cor predominante, mas sim, combinado às outras cores.
  • Preto: O preto na realidade não seria propriamente uma cor, mas sim, a ausência absoluta de todas as cores, pois fisicamente falando, as superfícies pretas absorvem todos os raios luminosos (ou a maior parte deles) e não refletem nada (ou quase nada), por isso a definição de “ausência” de cor. Geralmente, o preto transmite a sensação de seriedade, sofisticação, imponência e prudência, deve ser usada em pequenas áreas ou em objetos da decoração em locais onde há a necessidade de transmitir um clima de solenidade no ambiente, mas pode também ser combinada em outras cores para assim permitir novas sensações.
  • Cinza: O cinza é uma cor passiva, sem vida, não interfere nas sensações, por isso, deve ser sempre empregada juntamente com outras cores.

A cor na decoração

As cores e a combinação das cores podem estimular sensações, despertar sentidos, realmente mexer com o consciente e subconsciente das pessoas no ambiente. A escolha certa pode tornar o ambiente mais agradável para a que se destina determinado local ou ainda, gerar sensações desconfortáveis, por isso, é extremamente importante escolher bem as cores, combinando-as da maneira mais coesa e sensata possível.

Estima-se ainda que a escolha certa na combinação de cores pode aumentar a eficiência das pessoas em suas atividades, elevar a moral, modificar a intensidade da luz ambiente, reduzir o esforço visual, permitir a sensação de ampliação ou redução de determinados espaços, etc.

As cores nos ambientes da casa

Na Sala de Jantar e na Cozinha, recomenda-se utilizar cores que estimulem a fome, geralmente as cores tidas como quentes, como amarelo, laranja, vermelho e ocre.

Amarelo na sala de jantar

Foto: Thinkstock

Nos quartos o ideal seria utilizar cores frias pois proporcionam sensação de descanso e relaxamento, por isso, ótimas cores seriam o azul e o lilás, embora o verde também possa ser utilizado, porém, sem interferir muito nas sensações por ser uma cor nem quente e nem fria.

Para os quartos infantis, principalmente quartos de bebês, recomenda-se o uso de tons pasteis, como bege, creme, rosa, verde, amarelo e azul, sempre em tons claros. Evite usar cores quentes e jamais use tons fortes! Uma ótima dica é também pintar o teto de azul claro, pois proporciona maior tranquilidade à criança.

Em banheiros e lavabos, há um grande destaque para o item limpeza, algo muito importante. Neste caso, o ideal são sempre cores em tons claros, nas cores branco, bege, creme, cinza, verde e azul. Cores escuras além de “ocultar” a sujeira, podem diminuir o espaço visualmente o que não é legal em ambientes que já costumam ser pequenos, logo, se for usar, use pouco apenas em detalhes.

Azul e branco no banheiro

Foto: Thinkstock

Em ambientes internos e ambientes externos que são destinados à atividades de concentração, de trabalho ou de estudo, geralmente são recomendadas cores que contrastem paredes e móveis. Cores interessantes seriam amarelo, laranja, marrom e ocre, evitando branco, amarelo em tons fortes, vermelho e violeta.


Artigo de Mariana Burger Demola, Arquiteta e Urbanista.

Mariana Demola - Arquiteta e Urbanista

Share

Uma resposta para Combinação de cores na decoração

  • Leandro dos Santos

    É realmente interessante o quanto as cores influenciam o ser humano. O trabalho de um profissional de arquitetura no momento de escolher as cores ideais para determinados ambientes é fundamental! Parabéns pelo belo artigo, Arquiteta e Urbanista Marina Demola!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − 5 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Líder Locações
Enquetes

O que mais impacta a construção civil?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Conheça também:
Terraplenagem.Net Escavadeira . Net Retroescavadeira . Net